30/11/2009

As primeiras dicas de adestramento aprendidas


Sempre nos preocupamos com a educação do Aurélio. Encontrei um ótimo material de onde extrai informações importantes sobre adestramento canino. Depois que li, escrevi para o Rodrigo: "Vamos ensinar o nosso pequeno Aurélio nessas semanas iniciais com muita paciência, dedicação e persistência! Ele tem se saído muito bem e espero dele um futuro promissor!". As dicas de adestramento do meu cachorro viraram um post...

- É mais fácil ensinar o cão quando pequeno do que quando adulto;

- O cão já pode ser educado a partir dos 2 meses;

- A melhor forma de adestrar o cachorro é o reforço/repetição;

- Não use o nome do cachorro quando ele fizer algo errado;

- O tempo para adestrar o cão a fazer cocô e xixi no local certo pode levar de 3 a 8 semanas;

- Se acertar, imediatamente depois fale com entusiasmo (fala) e dê carinho (toque físico);

- Se errar, fale firmemente NÃO, olhando nos olhos e sem gritar. Ou simplesmente "xi" (como faz o encantador de cães, César);

- Se errar, é importante ter um comportamento consistente, ou seja, não adianta errar e dali um pouco fazer carinho no cachorro, ele deve ser ignorado para entender que errou.


Bifinhos funcionam MUITO BEM com o Aurélio!


Dica

Ensine o seu cachorro com paciência, dedicação e persistência, porque educar leva tempo, mas é recompensador. Pequenas recompensas ao cão, como palavras de incentivo, afago e petiscos devem fazer parte do adestramento para estimular o cão a obedecer.

Muitas pessoas oferecem pedacinhos de maçã, banana ou cenoura como forma de premiar os cães durante brincadeiras e sessões de adestramento. Procure limitar a oferta de petiscos a não mais do que 10% do total de alimentos.
Cachorro Verde

Mais tarde, comece a abrir mão dos petiscos para que o cachorro obedeça porque você mandou, não porque vai ganhá-lo. Enquanto adestra ou depois de obter algum êxito, poste um comentário aqui no blog sobre isso. E bom trabalho!


Indico para leitura

>> Adestramento de Cães
>> Adestramento Básico: iniciando o adestramento
>> Ótimas dicas de adestramento

7 comentários:

Cassia 02/02/2010 16:56  

Oi, Adriana! De tudo que já li e estudei até hoje, e com base no treinamento que tenho feito com há Winie há quatro meses, constatei que o que mais funciona é, realmente, a técnica chamada reforço positivo. Se o cão se interessar por algo que você tem a oferecer, ficará tão interessado que o aprendizado será muito, muito rápido! Os petiscos são o que mais funciona, mas deve-se tomar cuidado para não desbalancear a dieta. Mas, às vezes, um brinquedo que o cão adora, um carinho ou mesmo atenção podem ajudar muito! Quanto mais a gente observa, mais aprende com as reações dos nossos peludos! O site do Alexandre Rossi tem muitas dicas legais sobre adestramento e comportamento animal (www.caocidadao.com.br)! Abraços!

Adriana Diniz 02/02/2010 19:00  


Cassia, obrigada por compartilhar sua experiência aqui com a gente!
...
Ótima dica: não dar petiscos em demasia para não desequilibrar a dieta do cão!
...
Valeu pela indicação do cão cidadão tb!
...
Abraços!

jessicanm 06/07/2010 01:22  

Tenho tido dificuldades para adestrar a Mel. Ela chegou aqui já com 1 ano de idade! Mas estamos sendo bastante perseverantes... ela já é nossa paixão. Quanto mais insistirmos melhor será nossa convivência, com ela!

Adorei seu blog! Ainda mais pra mim, que sou "mãe" de primeira viagem hehe

Beijão!

Flávia,  28/09/2010 22:15  

Oi, Adriana!!!!!
Também tenho tido dificuldades para que a Huli(shih tzu), de dois meses me obedeça...
Nossa, às vezes nem acredito no que li sobre a raça, porque a minha princesinha é quase que o oposto! Chegou há duas semanas, toda calminha, tímida e desconfiada. Agora, é a senhora da casa. Sobe e desce degraus que eram verdadeiros desafios, e conhece cada cantinho do novo lar.
Só tem um porém: rosna e late quando algo não lhe agrada. Comprei um ossinho pra ela, e quando fui tentar encostar, ela rosnou e me avançou! Acredite...aquele pingo, toda autoritária, tentou me enfrentar!!!! Outro dia, mordeu o queixo da minha filha, sem o menor constrangimento!!! Eu brigo, falo com firmeza, e cada vez mais ela rosna e fica irada!!!! Tenta me morder de todo o jeito!!!! Mostra todos os dentes da sua pequena boca! Não sei o que fazer.
Acho que preciso do encantador aqui pessoalmente, porque não está funcionando apenas seguir seus ensinamentos!!rs
Até as suas necessidades, que antes fazia no jornal, agora faz em qualquer lugar!
Acho que minha shih tzu, tem alma de pitbull!!!
Preciso de conselhos de mamães mais experientes...
Beijos e obrigada!!!

Adriana Diniz 29/09/2010 13:39  

Oi, Flávia! Essa sua menina parece dominante, hein? Realmente, neste aspecto, ela é bem diferente do Aurélio. Por vezes, também gostaria de ter o Cesar Millan pessoalmente em minha casa! Se você quiser se aprofundar mais nessa questão de adestramento, sugiro a leitura do livro "Adestramento Inteligente", do Alexandre Rossi ou, quem sabe, contrate um adestrador profissional. Mas também vale à pena acompanhar as ações da sua cadelinha nos próximos meses já que ela é ainda muito pequena. Mas continue firme! Beijos e bom trabalho com sua Huli!

Adriana Diniz 25/05/2011 20:29  

Pimenta nos móveis para o cão não roer, funciona?, pergunta a leitora Alline de Porto Alegre-RS.

Primeiramente, peço DESCULPAS, Alline, pela demora em responder... esses dias estou com a cabeça alhures!

Vou apresentar algumas dicas, do livro Adestramento Inteligente, do Alexandre Rossi, que indico para você comprar (novo ou usado) ou, ainda, baixar gratuitamente na internet. São elas:

Roer grande parte do dia e praticamente tudo o que os cachorros encontram pela frente é um problema característico de filhotes, mas cães adultos ansiosos ou com problemas fisiológicos também podem apresentar esse comportamento.

Aja com animais adultos da mesma forma com os filhotes, e procure exercitá-los frequentemente para diminuir a ansiedade deles.

Os filhotes geralmente roem tudo que encontram pela frente porque, ao mastigar, eles sentem alívio da dor na gengiva, causada pela troca dos dentes. Essa compulsão para roer tudo acontece, sobretudo, nos três primeiros meses de vida do cão.

Embora essa dor desapareça, muitos cães conservam o hábito de roer qualquer objeto à disposição pelo resto da vida. O cãozinho não deve ser privado de roer objetos, deve poder brincar e roer objetos desde que sejam apenas os próprios brinquedos, que devem ficar ao alcance dele.

Os cãezinhos são curiosos e adoram receber novos brinquedos, portanto procure sempre renová-los para que eles não percam o interesse. Coloque no freezer alguns brinquedos antes de dá-los ao filhote para aliviar ainda mais a dor que ele sente na gengiva. Procure mostrar ao cãozinho que os brinquedos novos são para ele, brincando com eles e estimulando o filhote a fazer a mesma coisa, diminuindo assim a chance de ele eleger determinados objetos dispersos pela casa como brinquedos. Evite dar-lhe tênis velhos ou qualquer coisa que se assemelhe a objetos de uso das pessoas da casa, para não ensiná-lo a brincar indevidamente com eles.

Além de fornecer várias alternativas para seu filhote aliviar a dor na gengiva, puna qualquer intenção de roer algo que não seja dele. Quando falamos em “punir”, queremos dizer que você deve falar um enérgico Não! E uma batida de jornal ou garrafa plástica NO CHÃO, ao lado do seu cãozinho, quando ele optar por roer algo como o tênis que está no seu pé.

Coloque produtos amargos, não tóxicos, em locais que seu cachorro roa. Assim, o problema deixará de ocorrer não só na sua presença, mas também quando você estiver ausente. Quanto especificamente ao uso da pimenta, não saberia dizer se, em pequena quantidade, é contra-indicada. Sugiro que procure um profissional veterinário para lhe aconselhar e, inclusive, orientá-la sobre a existência de produtos no mercado especificamente para esse fim.

Por fim, recompense-o com atenção e brincadeiras quando ele optar por morder os próprios brinquedos.

Um abraço, Adriana

vanessa Duarte 19/12/2013 20:38  

Meu filhote tem apena 45dias,veio pra minha casa muito pequeno com 24dias.A mae dele teve um problema e nao pode alimentar ele e os 3irmaos,entao tive que dar a ele leite canino,mas jah inseri a racao e ele come muito bem,mas claro q tenho q quebrar em pedacinhos pequenos,eh o bebe da casa,rsrs.Porem minha duvida eh qto as necessidades,pois desde q chegou eu coloquei ele num quartinho,e coloquei jornal e fui diminuindo,conforme se passaram os dias.Pra idade dele,ele tah indo super bem,tem um erro ou outro mas eh raro,e normalmente acontece qdo alguns dos jornais jah esta sujo,o q me parece q ele eh hiper higienico,rsrs.a noite ele dorme lah e durante o dia tambem fica lah,mas deixo a porta aberta,deixo ele sair pra brincar no quintal com a mina filha,mas ele cansa rapido e volta pro cantinho dele,tambem trago ele dentro de casa por um tempinho,pra ele ir sentindo como eh aqui,mas cmo ele chegou com 24dias e esta jah com 45 nao sei ao certo qdo deixar ele ficar aqui e ter acesso livre,tenho medo de fazer isso antes e estragar o q jah consegui e ele nao acertar mais o lugar do xixi,o que faco?

Postar um comentário

Quer comentar? Sinta-se à vontade! Saiba como.

Atenção: comentários que não tenham nada a ver com o assunto tratado nos artigos serão rejeitados. Política de Comentários.

Made in Brasília, DF, BRASIL!

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR