21/01/2010

Cuido realmente bem do Aurélio?


Será que realmente cuido bem do Aurélio ou tenho pontos a melhorar? Confira!


1. Já maltratatei o Aurélio ou penso em abandoná-lo quando estiver velho, talvez feio, doente, quando faltar dinheiro, se porventura mudar-me de casa ou de estado?

(   ) Sim ( x ) NÃO! (   ) Preciso melhorar

Aceito o Aurélio na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza até que a morte nos separe!


2. Dou carinho (na hora certa), integro-o com as pessoas da casa, educo-o?

(   ) Sim  (    ) Não   ( x ) Preciso melhorar 

Gostaria de ter mais paciência e persistência para ensinar alguns truques ao Aurélio e corrigi-lo quando vamos descer para passear, pois ele se transforma, pulando em tudo e mordendo meu tênis e meias.


3. Uso coleira e guia em ambientes públicos, com plaqueta identificadora do cão?  

(   ) Sim  (    ) Não   ( x ) Preciso melhorar

Meio-meio. Coleira eu uso, plaquetinha identificadora ainda não.


4. Cuido da higiene do local e do próprio Aurélio, com produtos adequados e não-tóxicos? 

(x ) Sim  (    ) Não  (    ) Preciso melhorar

Evito que acumule sujeiras até porque não gosto da minha casa com cheiro ruim. O sanitário plástico para cães é um maravilhoso aliado na limpeza do apartamento (moro em apartamento, mas chamo casa) porque o local de xixi e cocô fica concentrado e não entra em contato diretamente com o piso, salvo em acidentes. Além disso, o sanitário oferece a comodidade de não termos de limpar o xixi toda vez que o cachorro o faz. A manutenção do sanitário é fácil e os refis absorventes (ou pads) usados só precisam ser trocados a cada dois dias em minha casa. Uma belezinha de invenção!


5. Ofereço espaço compatível com tamanho do Aurélio e abrigo para o sol, o frio e a chuva?

( x ) Sim  (    ) Não  (    ) Preciso melhorar

O Aurélio não fica confinado em um espaço restrito, dispondo de um espaço compatível ao seu porte. Em tempo integral, ele tem a liberdade de andar no escritório e na sala de nossa casa.


j0409642 6. Realizo atividades físicas e de lazer, como passeios diários e brincadeiras seguras?

(   ) Sim  (    ) Não   ( x ) Preciso melhorar 

Embora considere o passeio importante e essencial para o cão, duas são as questões que pessoalmente me atrapalham a estabelecer uma rotina de atividades físicas com o Aurélio. Ele não consegue nos acompanhar durante caminhadas, pois ele só aguenta um ritmo forte e contínuo por vinte minutos e em horário fresco. Depois, quando já está com o línguão de fora, o Aurélio começa a ficar mais distante da gente, não conseguindo nos acompanhar muito bem. Então, ou eu saio para caminhar ou eu saio para passear com o Aurélio. Segundo, confesso que não gosto de passear com o Aurélio no dia em que ele toma banho e nos dois dias seguintes porque gosto de mantê-lo limpo e, como a pelagem dele já está grandinha, quase sempre suja bastante… (É triste, né?! Mas é real!)


7. Sirvo alimentação correta e de qualidade, diariamente, deixando água limpa e fresca, sempre à disposição do Aurélio?

( x ) Sim  (    ) Não  (    ) Preciso melhorar

Preocupamo-nos em manter água limpa e fresca! Também damos ração de boa qualidade, da categoria super premium, que possui, em princípio, nutrientes em quantidade mais adequada à saúde do animal do que outras categorias (apesar de notar que a alimentação natural tem sido uma tendência vista com bons olhos em alguns nichos). No início, como de costume, foi um tanto difícil convencer o Rodrigo de que uma ração de boa qualidade a médio e longo prazos faria diferença na saúde do Aurélio. Mas o Rodrigo só cedeu mesmo quando ouviu de um criador o seguinte: “Você compra uma ração mais barata, mas ela acaba muito mais rápido, porque o cachorro precisa se alimentar mais dela para se sentir saciado e satisfazer suas necessidades nutricionais”. O criador concluiu: “O barato sai caro!”.


8. Recolho as fezes do animal das vias públicas, utilizando saquinhos plásticos ou pá apropriada?

(   ) Sim  (    ) Não   ( x ) Preciso melhorar

Às vezes levei o Aurélio para um passeio e não esperava que ele fosse fazer um “toletão de cocô”. Em algumas situações, deixei o cocô onde ele estava, muito sem graça, pois não me preparei com meios para recolhê-lo; outras vezes peguei o cocô com umas folhas e apenas o removi do meio do caminho e até hoje só recolhi uma vez com saco plástico. Para não passar muita vergonha: foram poucas as vezes em que o Aurélio fez cocô fora, uma seis eu diria. A partir daqui, porém, não tem mais desculpa!


9. Uso caixa de transporte ou cinto de segurança próprio para animais em automóveis?

(   ) Sim  ( x ) Não   (   ) Preciso melhorar

Nunca procurei o tal cinto e fico adiando a compra. Falha minha (!).


10. Evito filhotes indesejados através da esterilização, realizada por veterinários qualificados?

(   ) Sim  ( x ) Não   (   ) Preciso melhorar

O Aurélio não é castrado, não penso em cruzá-lo e ele está sob minha constante supervisão para que nenhum imprevisto ocorra. Dessa forma, no caso do Aurélio, não julgo necessário castrá-lo por nenhuma das indicações de castração em machos.


11. Já comprei ou adotei um animal por impulso ou para presentear alguém?

( x ) Sim  (    ) Não   (   ) Preciso melhorar

Em outra oportunidade, confessei que me apaixonei pelo Aurélio, quando ele ainda nem Aurélio se chamava. Mas eu usei um pouco da razão e conversei com o meu marido até assentirmos na compra. Não nos arrependemos (Ainda bem!).


j0410118 12. Vacino anualmente contra a raiva e outras doenças, vermifugo periodicamente e providencio atendimento veterinário qualificado sempre que necessário?

( x ) Sim  (    ) Não  (    ) Preciso melhorar

Não abro um sorriso quando preciso pagar uma consulta veterinária, mas o faço porque tenho senso de responsabilidade com o Aurélio e acredito que o veterinário é o profissional competente para providenciar o tratamento adequado. Vacinas e vermífugos estão em dia.


13. Quando eu for viajar para lugares onde não é possível levar um cão ou não queiramos levá-lo conosco, tenho alguma pessoa responsável em vista para cuidar do Aurélio na minha ausência ou estou disposta a pagar um hotel confiável para ele ser cuidado?

(   ) Sim  (  x  )   Não  (   ) Preciso melhorar

Já pensei em algumas pessoas, mas ainda não tenho alguém em definitivo. Quero que seja alguém que, além de dispor da minha confiança, goste de cães e tenha condições de cuidar dele. Só assim para garantir o bem-estar do Aurélio e a nossa tranquilidade. Já aventamos a possibilidade de hotel, mas sem dúvida prefiro a primeira opção.


14. Estou preparada para assumir integralmente, durante os próximos 14 anos (expectativa média de vida de um Shih Tzu saudável), as responsabilidades descritas acima?

( x ) Sim  (    ) Não   (    ) Preciso melhorar

Não só considero-me preparada como quero que o Aurélio viva por muitos anos e faça a alegria dos filhos que Deus há de me dar (planos futuros).


Aurélio: eu sou tudo de bom, e minha dona, é?



Conclusão
Quanto mais leio, mais vejo a importância de certas ações que antes não imaginava serem tão importantes para sermos melhores donos e termos cães mais felizes. Nunca é tarde para aprender a ser um dono (mais) responsável. É justamente sobre responsabilidade de que trata o texto acima – a chamada “posse responsável” de um animal. Ele foi adaptado a partir das fontes:

Bsb Animal
Quero um Bicho

16 comentários:

Fernanda e Pink 22/01/2010 06:59  

Muito bacan este post... beijos

Adriana Diniz 22/01/2010 08:37  

Fico feliz que tenha gostado, Fê! Bjos!

Anônimo,  22/01/2010 10:07  

Oi Adriana, estou adorando o blog.Também tenho um Shih Tzu, o Guri, de 1 ano e 6 meses.Assim como tu também não penso em castrar o meu filhote, já que ele não possui, assim como o aurélio, nenhuma das indicações de castração em machos.

Abraços, Raquel

Adriana Diniz 22/01/2010 10:44  

Oi, Raquel!!! Que bom que está gostando do blog!
Pois é... a castração é uma assunto sério e há uma grande indicação principalmente para pôr fim ao ciclo de abandono de muitos animais.
Obrigada pela visita e bjos para ti e para seu Guri!

Camilli Chamone 22/01/2010 14:20  

Que legal este post! Mas, não precisa vacinar cães adultos, anualmente, contra raiva e as doenças viróticas!
bjs
Camilli

Janeíse 22/01/2010 15:17  

Olá!
Muito interessante mesmo o post.
Para ajudar um pouquinho, vai um link para uma loja que tem cinto de segurança para cães. http://www.bitcao.com.br/description.php?II=4&UID=20100122150345189.61.99.159

Beijos!

Adriana Diniz 22/01/2010 16:08  

Oi, Jane!
Obrigada pela dica! Vou estudar direitinho o melhor cinto para o Aurélio (ainda que ele praticamente só ande de carro para ir vacinar ou fazer a tosa higiênica! Fica com mt calor...)
Bjs!

Adriana Diniz 22/01/2010 16:25  

Oi Camilli!
Antes de mais nada, obrigda pela visita! Cada novo visitante é sempre um marco aqui!
Nas duas fontes que coloquei, li que vacina anti-rábica (contra a raiva) é anual.
Mas seguindo o bom exemplo da Janeíse, que perguntou a uma veterinária sobre o cruzamento e a castração em fêmeas, vamos tirar de uma vez por todas as dúvidas sobre quais vacinas são ou não anuais com uma veterinária!
Vivendo e aprendendo! Qnd tiver a resposta, posto um comentário aqui. Na segunda ou terça!
Bjos,
Adriana

Ana Corina 25/01/2010 22:23  

Amadinhaaaa, teus links ali no menu da direita não estão todos funcionando (os fofos com imagens!) e agora estou MORRENDO de curiosidade pra ler váriossss (principalmente o sobre o César Milan).

Interessante ver como num Brasil tão grande, esbarro em pessoas que conheço virtualmente toda hora, como a Camilli, por exemplo, e ela está CERTÍSSIMA e estou, inclusive, estudando pra fazer um post sobre o assunto: NÃO precisamos vacinar nossos cães anualmente, isto é uma grande MENTIRA que ENGORDA O BOLSO de veterinário$$$ e ainda deixa nossos filhos DOENTES, o que consequentemente engorda ainda mai$$ um pouco o bol$o dos veterinários!
Ainda semana passada estava conversando com uma vet aqui de Floripa que NÃO pratica esse protocolo de vacinação que só visa a saúde financeira dos vets e ela dizia que fica impressionada COMO os colegas de profissão conseguem conhecer a verdade e simplesmente ignorá-la... Tem vet que SEQUER sabe a verdade e NÃO estuda, NÃO usa o cérebro, NÃO se atualiza! Basta vc mesma ir no site do Cesar Milan para ler sobre o quanto as vacinações anuais NÃO são mais praticadas "lá fora". Desde 2006 os Estados Unidos praticam um protocolo de vacinação com reforços a cada três anos. Outra coisa que aprendi: vacina anti-rábica? NUNCA antes dos 6 meses de idade!!! Ela pode provocar doenças e sequelas, além de agressividade. Vixi, vou até parar por aqui pq o assunto é polêmico. Visite www.cachorroverde.com.br se quiser começar a ler algo sobre o assunto, mas já aviso que o grosso do material é em inglês. Beijoooo pra vc e pro Lelélio!

Adriana Diniz 26/01/2010 09:20  

Oi, Ana!
Que BOM veio aqui ver o "Lelélio"!
Quanto ao funcionamento do blog, na verdade as imagens não são links. A Série "O encantador de cães" acontece no formato de "pílula", que são pequenos trechos logo abaixo das imagens 'fofas'! Mas valeu pela sugestão, tentei deixar isso mais claro lá! Veja se ficou melhor!
Já adianto que estou preparando uma série de artigos baseada no livro de Cesar Millan, que deve entrar no ar logo mais!Aguarde!
Eu estou acompanhando o cachorro verde que sempre surge com questões um tanto quanto polêmicas, como a alimentação natural em cães e a periodicidade das vacinas nos mesmos! Como não podia ser diferente, todos esses assuntos são novos para mim e ainda estou, digamos, os "digerindo".
Fico feliz que haja uma discussão ampla e saudável sobre o assunto pois os mais beneficiados são nossos cães e seus donos. Assim que eu tiver um posicionamento quanto a isso (ou não), escreverei!
Um beijo, obrigada pela força, pela causa pela qual vc luta e pelos esclarecimentos!
Adriana

Cassia 02/02/2010 16:37  

Oi, Adriana! Eu adorei seu blog e gostaria de parabenizá-la pela iniciativa e pelos ótimos textos! Identifico com minha shih tzu tantas situações pelas quais você tem passado... Ela já está com três anos e em muitas situações se parece com o Aurélio: tem comportamento de "gato" (rsrs!), não aguenta caminhadas longas, não é de chorar (nunca deu uma ganidinha sequer quando das vacinas)... Além disso, ela também mudou minha vida, e muito! Quanto ao protocolo de vacinação, ainda tenho muitas dúvidas, as opiniões divergem, mas tenho notado que há uma tendência cada vez maior de se abolir a vacinação anual, tão praticada no Brasil. Como você mesma disse, a discussão é saudável e pode ajudar muita gente a refletir melhor sobre o assunto! Um grande abraço, Cassia

Adriana Diniz 02/02/2010 18:55  

Oi Cássia!
Obrigada pela visita e pelas palavras de encorajamento!
...
Que bom que vc tem se identificado com as situações aqui... estou descobrindo com vocês que tem coisas que é da raça mesmo!
...
Quanto ao protocolo de vacinação, o assunto deve ser esclarecido para que todos nós saiamos beneficiados! Penso em trazer algo mais profundo sobre o tema aqui e já comecei a mover meus pauzinhos...

Um grande abraço para vc tb,
Adriana

Ana Corina 07/06/2010 10:11  

Oi Adri,
Dois post úteis sobre vacinação excessiva de cães e gatos:

Vacinação anual: é mesmo necessária? http://www.maedecachorro.com.br/2010/03/vacinacao-anual-de-caes-e-gatos-e-mesmo.html

Além da saúde do seu peludo, quanto dinheiro você está jogando pelo ralo ao vaciná-lo demais? http://www.maedecachorro.com.br/2010/06/alem-da-saude-do-seu-peludo-quanto.html

Beijo (estou na mamata porque o Tiago perdeu o avião e atrasou, hehe).

jessicanm 06/07/2010 01:28  

Adriana, vc acha que cães já adultos podem se adaptar a esse sanitário citado acima?

Adriana Diniz 27/07/2010 13:34  

Jessica,

Acabou que perdi seu comentário e só mais tarde vi que ficou sem resposta!

Lemos que cães em qualquer idade podem ser adestrados e que, em regra, filhotes aprendem mais rápido que adultos. Mas isso certamente varia de cão para cão, de raça para raça, de técnica de adestramento para técnica de adestramento, de empenho, paciência e assim por diante!

Só para dar um exemplo, o meu Shih Tzu aprendeu ainda filhote, com dois a três meses de idade. Com essa mesma idade, meu Basset Hound não aprendeu a utilizar esse sanitário plástico!

silvana alice 08/12/2010 16:26  

LEGAL .... ADOREII..

PARABÉNSS

Postar um comentário

Quer comentar? Sinta-se à vontade! Saiba como.

Atenção: comentários que não tenham nada a ver com o assunto tratado nos artigos serão rejeitados. Política de Comentários.

Made in Brasília, DF, BRASIL!

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR