16/06/2010

Basset Hound: Bonachão


Estava passando o olho nas dezenas de fotos que tenho dos meus dois cães – um Shih Tzu e um Basset Hound – e vendo a cara do meu Basset (o Sherlock) veio à cabeça a palavra BONACHÃO. E pensei… como o Sherlock tem cara de bonachão! Sem saber ao certo o significado da palavra, fui ao Pai dos Burros:


Bonachão ou Bonacheirão:
1) Tem bondade natural;
2) É paciente;
3) É inocente;
4) É simples.
Adaptado do Dicionário Escolar de Língua Portuguesa , 1983

Estou usando um dicionário da década de 80, mais velho que eu! Que vergonha! Mas gostaria de ter um dicionário Aurélio (em homenagem ao meu Shih Tzu que se chama Aurélio), mas aceito um Houaiss também. Alguém se habilita?

 
Voltando. Basset Hound e Bonachão tem tudo a ver!

1. Bondade Natural
Ele é bondoso naturalmente sim, jamais será agressivo, pois prefere fugir a enfrentar uma ameaça. Aqui em casa, qualquer coisinha que o assuste ou uma voz mais séria o faz ir correndo para a sua toquinha (uma caixa de transporte).

2. Paciente
Paciente, ele é. Tanto o é que é uma raça indicada para crianças… os Bassets suportam mais as brincadeiras feitas por crianças.

3. Ingênuo
Quanto à ingenuidade… essa é só aparente. Ele faz cara de coitado e ingênuo, quer dizer, ele não faz cara nenhuma – ele tem essa cara, mas de inocente ele não tem nada! “Não se engane” é o conselho mais comum ouvido por donos de Bassets Hound.

4. Simples
A quarta e última adjetivação: simples. Bem, todos os cães têm simplicidade, independentemente de sexo e raça!

Desse modo, por 3 x 1, o Basset Hound pode sim ser chamado de bonachão.

 
Sherlock, aos três meses nas fotos.

Você sabia?

É improvável, mas a combinação das palavras "basset hound" e "apartamento" no Google recupera o blog AuAuAurelio! em seus dez primeiros resultados! Faça o teste. E isso é porque o blog escreveu praticamente apenas três artigos sobre a raça. Este aqui (Basset Hound, bonachão), de Sofás e cães (conta sobre a proteção que coloquei no sofá depois que o Basset chegou ao meu lar) e o Drama em Quatro Atos (que apresenta um diálogo contando a história de como foi adquiri-lo até o momento de resolver doá-lo). 

Para mim, essa é a prova cabal de como a internet ainda é escassa em informações sobre a viabilidade de se ter um cão da raça Basset Hound em apartamento. Infelizmente, os sites que encontramos concentram-se apenas nos prós de se ter um cachorro (e aí, meu amigo, qualquer raça tá valendo), mascarando os contras e as desvantagens de se ter um cão. Sem essas informações, os futuros donos são mais facilmente fisgados por aqueles olhinhos de "me leva para casa", o que aumenta as chances de a relação cachorro-homem não ser tão maravilhosa como se esperava.

Enfim, para ajudá-lo nessa tarefa, eis, objetivamente, algumas razões porque EU não acho adequado ter um Basset Hound em apartamento:

> ele é um cachorro de porte grande;
> ele é um cachorro que detesta a solidão (por isso, nem pense em ficar algumas horas fora do seu apê. E, não, ter um outro cachorro nem sempre resolve o problema)
> o latido dele não é alto, é MUITO ALTO (se os seus vizinhos não se incomodarem...)
> ele fede, mesmo que tome banho! É da natureza dele mesmo, a pelagem é demasiada oleosa e acaba que o apartamento fica com aquele cheiro de cachorro! (mas você pode lavar a casa duas vezes ao dia para reduzir o problema)
> ele solta muito pelo (basta passar uma vassoura duas vezes ao dia para disfarçar)

Finalmente, vou colocar aqui parte de um comentário que escrevi, por o considerar bastante elucidativo:


Primeira coisa: Bassets Hounds são cães teimosos. Logo, não obedecem! Isso faz parte do temperamento deles. Há várias referências na internet sobre essa característica, inclusive falando que cachorros dessa raça até entendem o que os donos pedem, mas fingem não compreender! Eu desafio um profissional a adestrar esse cão! 
Segunda coisa: tranquilidade. Creio estar havendo um equívoco quanto ao significado de tranquilo, uma qualidade realmente atribuída aos cães da raça Basset Hound. Cachorros dessa raça são tranquilos por não serem agressivos, por serem dóceis. Isso não significa, todavia, que são cães pouco ativos ou de baixa energia! No tempo em que meu Basset Hound esteve aqui (o Sherlock), ele simplesmente tinha mais energia e disposição que meu Shih Tzu!  
Bassets Hounds são dorminhocos? Sim, mas, ao que parece, depois de muito brincar e brincar e, por fim, cansar. Claro que pode haver, dentro de uma mesma raça, cães mais e menos ativos. Mas o Basset Hound, apesar de ter um olhar tristonho, é muito brincalhão e tem muita energia para gastar antes de tirar uma gostosa soneca.  
A pessoa que cuida hoje do Sherlock (sim, ele está vivo apesar de conviver com um Pit Bull), diz que ele já fez vários buracos em todo o quintal, que ele brinca o tempo todo, estraga muita coisa também… Ou seja, nós também tínhamos a esperança de que, passada a primeira fase e a troca de dentes (que faz com que mordam tudo por coçar a gengiva), nosso Basset ficaria mais calmo. Ao contrário!  
Por outro lado, eu e meu marido somos testemunhas de que o Basset Hound é incapaz de fazer algum mal a alguém, mesmo criança ou outro cão. Ele é o cachorro mais dócil que conhecemos, no sentido de ser um cão da paz, longe dele ser agressivo. Ele realmente prefere fugir a enfrentar a ameaça. Resta mostrar-lhe o limite das mordidas. Afinal, morder é a forma com que o cão tem de se expresser. E o dono, ao dizer Ai!, por exemplo, mostra ao cão o limite. 

Desse modo, se alguém me perguntasse se eu recomendo ter um Basset Hound em apartamento, eu diria um sonoro: NÃOOOOOOOOOOOOOO!!!


13 comentários:

Léo de Chocolate 16/06/2010 06:08  

Oh que coisa mais linda esse Bonachão!!!! muito muito fofo, e essa patinha na última foto? parece estar de pantufa! ai ai muita vontade de dar beijinhos nesse focinho branco - malhadinho e apertar ele muito, já que ele é paciente né...acho que aguentaria uma Felícia rsrsrs oh dó !

Lambs e beijokas, Léo e mamãe

paulakehrwald 16/06/2010 09:18  

Que coisa mais fofa, e eles se dão bem parece né! Faz tão bem pro cachorro ter um amiguinho, eu não tenho dois, mas minha irmã tem, aí combinamos dias de pet creche! bj

Ana Corina 16/06/2010 09:37  

Dicionário Michaelis:

bo.na.chão
adj. e s. m. Que, ou o que tem bondade natural, e é simples, paciente; bonacheirão. Fem.: bonachona.

Lindossss!
Beijo!

Adriana Diniz 16/06/2010 14:01  

O Basset Hound, sobretudo, quando filhote, é muito lindo, especialmente em fotos.

Mas não pensem, POR FAVOR, em ter um porque ele é bonito. Assim, se alguém viu as fotos, achou bonitinho e "xonou", por gentileza, fique à vontade para entrar em contato comigo (auauaurelio@gmail.com) para que eu possa auxiliar com minha experiência pessoal, se for o caso! Eu digo isso, pois temo que, por causa das fotos, algumas pessoas queiram ter um e não saibam o que realmente espera por elas, especialmente se morarem em um apartamento!

Agora sim, respirando mais aliviada, que bom, Léo, Paulo e Ana que acharam ele lindo!!!

Paula, que bom que você tem sua irmã (e os cães dela) para todos se divertirem! Isso é realmente um privilégio para quem tem apenas um cão!

Quanto a ter dois cães, é algo diferente de ter UM SÓ. E essa experiência não é para qualquer um, na minha opinião.

Ana, obrigada aí pela definição do Michaelis! rsrs...! Meu dicionário tem mais de vinte anos, mas o significado da palavra é o mesmo!

Bjos a todas!
Obs.: esse blog tb aceita - com muito prazer - comentários de homens!!! Digo isso, pois recebo só comentários de mulheres (tirando o Daniel!).

Ana Corina 17/06/2010 09:53  

Adri, o meu Michaelis é um instalado no computador, veio pra burro também, hehehehe. Mas a palavra não deve ter mudado tanto assim, kkkk.

Beijo e acho importante mesmo vc reforçar o "não tenham um cão só pq é bonitinho" pq as pessoas esquecem do PUTA TRAMPO que há por trás das fotos, a vida real, o todo dia...

Camilli Chamone 17/06/2010 10:21  

Que fofo esse bonacheirão. Já dá quase 2 do Aurélio, né?

Adriana Diniz 17/06/2010 13:46  

Ana, e esse trabalho, é bom lembrar, não é por algum tempo, é para uma década, dez anos!!! Já pensou?! Quando filhote, o trabalho pode ser maior. Mas depois tem o trabalho básico de qualquer cachorro e, se ele tiver problemas de comportamento, aí o problema é maior.

Camilli, o Sherlock está com três meses e meio e o Aurélio com onze meses. E as dimensões são as seguintes:
ALTURA = Shih Tzu mais alto que Basset Hound
COMPRIMENTO = Basset Hound mais comprido que Shih Tzu
PESO = Basset Hound pesa 12 kg e Shih Tzu pesa 5,5 kg!

Os dois ainda são pequenos, estão do mesmo tamanho praticamente!
Bjos!

Anônimo,  29/09/2010 15:55  

Eu tenho um Basset Hound e moro em um apartamento, o meu apartamento cheira casinha de cachorro...não sei mais o que fazer....mas sou apaixonada por ele. Ele só tem 5 meses, e faz suas necessidades pela casa toda e tem um agravante, ele fica sozinho o dia todo. Será que algum dia vou conseguir educa-lo?

Adriana Diniz 30/09/2010 13:48  

A minha opinião sobre isso está implícita e explícita em alguns textos e comentários do blog!

Anônimo,  28/08/2011 23:59  

Ohhhh,,q fofo , e o Aurélio gostou??

KeL Ribeiro 15/01/2013 13:59  

hehe! Caramba Adriana! Estreando meus comentários aqui no seu blog tenho duas coisas a lhe dizer: 1. Você tem simplesmente as duas raças mais apaixonantes pra se ter, na minha humilde opinião.
2. Eu só tenho uma shih-tzu de 3 meses, a Liah. É minha paixão, junto com a Daila (mistura de Chow-Chow c/ Poodle que adotei há 6 anos) que também ADOTOU a Liah, de amamentar e tudo(isso até hj,com quase 4 meses,acreditem)! Pesquiso e admiro muito de dar xilique quando vejo o Basset Hound há uns 15 anos... mas só criaria um se morasse em uma casa com um baita quintal... rsrs. Pelo visto você tem vivido bem o motivo dessa minha decisão, não é?
Amei o seu blog, parabéns! E agora curta aí o seu bonachão tbm por mim, que fico só na vontade por enquanto!

Anônimo,  05/05/2013 10:55  

Ola amiga/amigo. Seu blog me foi referenciado por um amigo e acabo de ler suas referências com relação ao Basset Hound. Desculpe-me ser franco, mas cachorro é como criança, na maioria das vezes eles refletem o ambiente em que são criados e são moldados conforme a criação de seus donos. Tenho um Basset Hound de 9 meses, Boris, cachorro maravilhoso, bonachão, atencioso e tudo mais. Porém ele, com a educação que temos dado desde que o compramos tem apresentado ser um cão excepcional. Aprendeu a utilizar o banheiro corretamente; aprendeu a ficar sozinho (nunca houve reclamação de nenhum de meus vizinhos); nunca destuiu nada em casa além de um par de havaianas. Moro em um apartamento de 100m2, 3 quartos, com uma pequena varanda, e ele adaptou-se muitíssimo bem. O fato de morar em apartamento não desonera esse animal. A energia dele é facilmente liberada com curtas caminhadas ou apenas 15 minutos de brincadeira diária no chão, eu deito com meu cachoro no chão literalmente. Desculpe, mas todos os donos de basset hound que já conheci e reclamam de seu animal é porque não sabem educá-lo, não sabem proporcionar a ele a atenção necessária para fazer dele um animal maravilhoso como ele pode e deve ser. Recomendo sim ter uma Basset Hound em apartamento, em casa, onde quiser. Aquele que por ventura queira um animal quieto cujos cuidados são mínimos, compre um gato, mas lembre-se que em retribuição, não terá o carinho e simpatia que um basset hound oferece. Desta forma, prezado autor ou autora, creio que em seu blog tenha definido as características de seu animal, de seu bicho, criado a seu modo e não da raça como geral e por isso deveria usar: Meu basset hound foi assim, e não Basset Hound é Assim! Eles são aquilo que lhes é ofertado, eles se tornam o reflexo daquilo que aprendem e principalmente, agora com mais sinceridade ainda, ele não escolheu minha casa, eu o escolhi, eu o comprei e por isso, mesmo que ele fosse o pior cão do mundo eu nunca abriria mão dele pois trata-se de um ser vivo, hoje, um de meus filhos e filho se tem para vida, não se abre mão, não se dá, não se doa, Se Ama!....

Anônimo,  13/09/2013 23:14  

Por que eu não li seu blog antes :(

Postar um comentário

Quer comentar? Sinta-se à vontade! Saiba como.

Atenção: comentários que não tenham nada a ver com o assunto tratado nos artigos serão rejeitados. Política de Comentários.

Made in Brasília, DF, BRASIL!

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR